Quem é Débora Aladim do Youtube?

A Youtuber mineira, Débora Aladim, tem apenas 21 anos de idade e um dos 5 maiores canais de conteúdo educativo do Brasil. Com quase 3 milhões de inscritos, o Canal Débora Aladim tem o objetivo de ajudar estudantes que estão focados no Enem e outros vestibulares.

Ainda que o foco seja a disciplina de história, na qual Débora é formada pela UFMG, no canal você encontra dicas sobre métodos de estudos e as melhores técnicas para fazer uma redação nota mil.

Tudo sobre Débora Aladim

A mineira começou seu canal aos 15 anos de idade com o objetivo de ajudar amigos do próprio colégio, à época era impossível imaginar o sucesso que viria.

Contudo, a forma de explicar agradou ao público. Assim, com uma didática simples e fácil de ser compreendida, Débora atraiu mais de 2 milhões de seguidores no seu canal do youtube durante esses 6 anos.

Embora o público de Débora seja jovens do ensino fundamental e médio, adultos também acessam o canal pela curiosidade. Certamente, vídeos sobre a história do Brasil e do mundo encantam o público de qualquer idade.

Independente de estar se preparando para vestibular ou para concurso, sempre vale a pena dar uma passada no canal de Débora. Afinal, você vai ficar por dentro dos principais assuntos relacionados a história.

Surpreendentemente, além das famosas aulas de história, Débora apresenta também técnicas de estudos e memorização para facilitar a vida do estudante. Ademais, Aladim desenvolveu um método específico para quem quer tirar nota máxima na redação do Enem.

Perguntas frequentes sobre Débora

Quem é Débora Aladim?

Débora Aladim é uma youtuber mineira, formada em história pela UFMG e dona de um dos maiores canais sobre educação. Débora atingiu tudo isso com menos de 20 anos de idade.

Qual faculdade Débora Aladim faz?

Débora é formada em história pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Como acessar o curso Débora Aladim?

Os cursos da Débora estou disponível em formato digital e é entregue pela plataforma Hotmart, uma das mais seguras e confiáveis do mercado. Você também pode encontrar no site da historiadora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *