O que é Mesóclise

Você sabe o que é mesóclise e como ela deve ser usada dentro da língua portuguesa? Muitos estudantes, nem sequer sabem da existência deste termo e o que ele significa.

Por isso, neste artigo nós vamos conversar sobre ela. Ainda que você não precise, pode ser que em algum momento de sua vida estudantil seja necessário usá-la. Portanto, seja na faculdade, em concursos públicos e até na escola básica; em algum momento você deverá fazer seu uso.

O que é mesóclise

Esta é uma das três maneiras da colocação do pronome. O pronome pessoal oblíquo, no caso da mesóclise surge no meio de seu verbo. Ou seja, ela é empregada somente em verbos do tempo no futuro do presente e futuro do pretérito. Inclusive, a mesóclise é bastante usada em linguagens cultas, literárias, formais e cerimoniosas.

Quando deve-se usar a mesóclise?

Para compreender o que é mesóclise, ela só pode aparecer quando o verbo já está conjugado no futuro do presente indicativo e futuro do pretérito do indicativo. Em alguns casos a mesóclise não pode acontecer, principalmente se houver a próclise.

A próclise determina o adiantamento do uso do pronome, ou seja, o pronome aparece antes do verbo e neste caso a mesóclise não acontece. Normalmente acontece com o uso de uma palavra negativa, pronome relativo, indefinido, interrogativo, etc. Além da mesóclise e próclise há também a ênclise, que por sua vez, é uma colocação pronominal que aparece depois do verbo.

  • Exemplo:

Dar-te-ei o que tu quiseres.

  • Exemplo de próclise:

Não te ajudarei a estudar no fim de semana.

  • Exemplo de ênclise:

Levante-se e saia da sala de aula!

Exemplos com mesóclise

Como já mencionado, ela surge no futuro do presente indicativo e futuro do pretérito indicativo, então…

Futuro do presente indicativo

  • Desenhar-te-ei nos meus sonhos;
  • Ver-nos-emos amanhã no teatro. Lá estarei;
  • Sentir-se-ão mal se deixarem de ir à festa.

Futuro do pretérito indicativo

  • Correr-te-ia para você de tanta saudade;
  • Desmanchar-me-ia em tantas lágrimas de solidão;
  • Contar-te-ia toda a verdade sobre mim.

Pois bem, esses são alguns exemplos. Agora que você os conhece, ao precisar estudar conteúdos formais, cultos e literários não achará a linguagem tão estranha. Aliás, o mesmo acontecerá no caso de precisar escrever nesta linguagem.

Para aprender língua portuguesa de uma forma mais fácil para concurso público, vestibular ou para o colégio você pode acompanhar as aulas da professora Flávia Rita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *