Como evitar o cansaço durante os estudos | Passo a passo

Aposto que você acabou de sentar para estudar, mas já veio aquela preguiça junto com uma dor nas costas ou na cabeça, não foi? Esse cansaço durante os estudos pode ser evitado de 6 formas bem simples.

A primeira coisa que você precisa entender é que o sono é essencial para que você consiga ter uma boa qualidade no aprendizado. Algo entre 6 e 8 horas já é o suficiente. Por isso, o melhor é traçar um plano de estudos, com uma metodologia própria para não perder a motivação.

O que é a estafa mental relacionada aos estudos?

A estafa mental nada mais é do que um estresse relacionado a quantidade de informações adquirida durante o estudo. Para ficar mais fácil de entender, vamos comparar os estudos a uma exercício físico e o nosso cérebro a um músculo como o bíceps ou panturrilhas.

Imagine chegar na academia às 9 horas da manhã e malhar pesado bíceps ou panturrilhas até às 11 horas. Na verdade, é até difícil imaginar uma cena dessas, afinal o músculo não tem uma resistência tão grande assim. Mas ao fazer essa atividade, nesse ritmo todos os dias, o músculo fica exausto.

É fato que nosso cérebro não é um músculo ao contrário do que muitos pensam. Mesmo assim, podemos utilizar o exemplo acima como analogia, afinal é exatamente assim que nosso cérebro se comporta ao absorver uma grande quantidade de informações.

No caso do cérebro, essa exaustão pode vir acompanhada de cansaço, alteração de humor, medo, gastrite, sonolência e transtornos ligados a déficit de atenção.

Como identificar o cansaço mental

Nós, que estudamos por horas e horas, estamos passíveis a sofrer com o cansaço durante os estudos. Como dito acima, existem alguns sintomas que estão associados a estafe mental, porém os 3 abaixo são os principais:

  • Cansaço físico
  • Perda de memória
  • Desânimo

Por sorte, em 6 passos simples você pode se livrar desse terror dos estudantes mais conhecida também como síndrome de Burnout.

6 dicas para evitar o cansaço durante os estudos

#1 Entenda como o seu cérebro funciona!

Em primeiro lugar, você precisa entender como seu cérebro funciona. Como você se adapta melhor? Quais disciplinas você tem mais facilidade? Do que você é capaz?

Como Albert Einstein disse certa vez:

Todo mundo é um gênio. Mas se você julgar um peixe por sua capacidade de subir em uma árvore, ele vai gastar toda a vida acreditando que é estúpido.

Pensando nessa citação, procure descobrir em qual horário seu cérebro funciona melhor. É de manhã? Então estude sempre de manhã.

Adapte seu dia e crie rotinas de estudos para estudar sempre nos horários em que se sinta mais disposto e a vontade para a tarefa.

#2 Tenha um tempo para você

Se dê ao luxo de assistir uma série após um longo dia de estudos. Encare isso como uma recompensa pelo dia produtivo. Em suma, quando nós sentamos para assistir tv colocamos nosso cérebro em piloto automático e isso exige pouco esforço dele.

Do mesmo modo saia um dia com os amigos para conversar, beber e comer algo. Fazer isso um dia da semana não vai atrapalhar seus estudos. Apenas tenha em mente que tudo em excesso faz mal – inclusive os estudos.

#3 Evite situações de estresse

Para evitar o cansaço durante os estudos, evite situações de estresse e que gerem ansiedade e que possam atrapalhar seu sono. Cada dia é um dia. Saliente-se ainda que fazer o planejamento de estudos para a semana ou mês evita que você, na hora de dormir, fique pensando no que vai estudar no outro dia.

Tenha tudo planejado antecipadamente, assim na hora de deitar, procure apagar tudo aquilo que ative o seu cérebro, como Televisão, celular, jogos eletrônicos, etc. Apenas apague a luz e evite barulho.

#4 Otimize o seu tempo

Se ao abrir aquele livro de física de 100 páginas você se assusta e pensa “vou deixar para depois” você está sem uma metodologia de estudo.

Procure dividir o livro em várias partes e intercale a leitura com resoluções de questões para que o cansaço não te vença! É um excelente recurso para memorização!

Faça pequenos resumos para que a leitura fique fluida e dinâmica na hora da revisão e não gaste muito o seu tempo.

Uma outra técnica de estudos que me ajudou bastante é a de leitura avançada. Para isso, veja quanto tempo você demora para ler uma página e otimize seu tempo de estudo.

#5 Faça um plano de estudos criativo e dinâmico

Para começar, seu plano de estudos deve ser realista. Nada de inventar um plano de estudos que você não vai conseguir cumprir.

Com o tempo seu corpo vai acostumar com a ideia de que você precisa estudar naquele determinado horário estipulado no seu plano de estudos. Isso vai evitar o cansaço nos estudos.

Para você que está começando, não estude mais do que 2 ou 3 horas por dia. Isso já é suficiente. Após um período, você estará estudando de 8 a 10 horas tranquilo. Além disso, coloque uma quantidade maior de horas para aquela disciplina que você mais gosta para estimular.

Não se esqueça de descansar. Após uma hora de estudos, descanse uns 10 minutos.

Dependendo do cursinho que você estiver estudando ele pode disponibilizar um plano de estudos gratuito. Veja como conseguir seu plano de estudos gratuito pelo Descomplica.

#6 Procure praticar uma atividade física

Nada melhor do que aumentar a nossa carga de serotonina nesses momentos de estresse, não é mesmo?

Para evitar o cansaço e a preguicinha na hora de estudar, procure fazer um intervalo ao longo do dia. Leve o cachorro para passear, dê uma caminhada, ande de bicicleta, etc. Além de você voltar super disposto para os estudos, irá melhorar a sua qualidade do sono e diminuir o estresse.

Essas foram algumas dicas de como driblar a preguiça e de como o cansaço pode atrapalhar os estudos.

Você gostou do nosso artigo? Se sim, fique a vontade para perguntar ou escrever um comentário abaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *